Category: Municípios


EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO Nº. 001/2012

O MUNICÍPIO DE Maravilha, Estado de Alagoas, em cumprimento ao que determina o art. 37, inciso II, da Constituição Federal de 1988 e a Lei Orgânica Municipal, FAZ SABER que realizará, mediante as condições conforme Edital, Concurso Público para seleção de profissionais de níveis, fundamental, médio e superior para o seu quadro de servidores, nos cargos ou empregos vagos e que venham a vagar no período de validade do presente Concurso.

Veja Edital

Fonte: Efficax Consultoria e Assessoria

Pelo menos 13 pessoas – segundo informações transmitidas às 20h57 pelo Corpo de Bombeiros – morreram quando uma carreta desgovernada em uma ladeira, carregada de areia, invadiu uma procissão de fiéis em Feira Grande, no Agreste Alagoano, a  154km de Maceió, no início da noite desta quinta-feira (8), atropelou e esmagou adultos e crianças, capotou e pegou fogo. Corpos que ficaram debaixo do veículo foram carbonizados. O motorista da caçamba também morreu na cabine do veículo, vitimado pelo fogo.

Segundo informações do 3º Batalhão da PM, havia pelo menos 20 feridos no local. A Unidade de Emergência do Agreste informou que 12 feridos deram entrada, sendo que uma criança, de aproximadamente dois anos, já chegou morta no hospital. Guarnições dos Bombeiros de Arapiraca e Palmeira dos Índios foram deslocadas para a praça central de Feira Grande, local da tragédia, onde os fiéis se concentravam para orações e louvores a N. S. da Conceição no feriado religioso.

Segundo o coronel Ananias, do Corpo de Bombeiros, oito dos mortos foram retirados debaixo da caçamba, outros dois só foram encontrados mais tarde porque o impacto os atirou longe, e mais duas vítimas morreram enquanto populares ainda tentavam socorrê-las.

O coronel não confirmou se a criança que chegou em óbito na Unidade de Emergência está entre os 13 mortos, ou se na realidade são 14 as vitimas fatais.

Explosão e fogo

O coronel Ananias informou que, ao contrário do que chegou a ser divulgado, a causa da explosão e do fogo no caminhão não foi a rede elétrica – o veículo não bateu em nenhum poste. “O motivo deve ter sido a lona de freio que incendiou, de tanto o motorista tentar frear”, disse o oficial. A caçamba é um  veículo pesado, e a carga de areia aumenta ainda mais o peso, o que torna ainda mais difícil a frenagem. O fogo da lona de freio deve ter alcançado partes lubrificadas do caminhão e, em seguida, o tanque de combustível, o que provocou a explosão.

Os feridos estavam sendo encaminhados para a Unidade de Emergência do Agreste.

Às 20h44, o serviço social da Unidade de Emergência do Agreste informou que 12 feridos no acidente em Feira Grande deram entrada até agora. Desse total, uma criança já chegou morta. Outras duas pessoas chegaram em estado muito grave: uma mulher de 50 anos e um rapaz “de vinte e poucos anos”, segundo a assistente social.

Fonte: Tudo no Hora

imageDezoito municípios do sertão e da bacia leiteira de Alagoas e região estão próximos de ver solucionados os problemas dos lixões que colocam em risco o meio ambiente e a saúde da população. Na segunda-feira, 17 de janeiro, às 10 horas, na sede da Associação dos Municípios Alagoanos (AMA), será firmado um convênio entre a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) e o Consórcio Intermunicipal para Gestão dos Resíduos Sólidos (Cigres), que reúne municípios do sertão e da bacia leiteira de Alagoas, para construção do primeiro aterro sanitário gerido por um consórcio de municípios no estado. 

Para a construção do aterro sanitário, serão investidos mais de R$ 3 milhões, sendo pouco mais de R$ 2.980 milhões da Codevasf a partir de recursos próprios da companhia e o restante como contrapartida do Cigres.  

O Aterro Sanitário Regional da Bacia Leiteira e Sertão de Alagoas terá capacidade para atender aos 14 municípios consorciados e mais cinco municípios da região, com uma população de mais de 100 mil habitantes, o que constitui um marco relevante na destinação adequada do lixo, em consonância com a política nacional definida através da Lei nº 12.305/2010, que institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos. O Projeto pretende ser modelo para outras regiões do Estado de Alagoas. Ao todo, esses municípios produzem cerca de 66,7 toneladas de lixo por dia.  

Para apoiar a operação do aterro sanitário, serão instaladas também unidades de transbordo e reciclagem em pontos estratégicos da região. As áreas degradadas pelos lixões em cada município serão recuperadas após a implantação do aterro sanitário.

O aterro sanitário gerenciado pelo Cigres da Bacia Leiteira e Sertão de Alagoas atenderá os seguintes municípios: Batalha, Carneiros, Dois Riachos, Jacaré dos Homens, Jaramataia, Major Isidoro, Monteirópolis, Olivença, Pão de Açúcar, Poço das Trincheiras, Santana do Ipanema, São José da Tapera, Senador Rui Palmeira, Belo Monte, Cacimbinhas, Palestina, Maravilha e Ouro Branco.

Para o superintendente regional da Codevasf em Alagoas, Antônio Nélson de Azevedo, a implantação do aterro sanitário da Bacia Leiteira e Sertão alagoano representa um marco na gestão dos resíduos sólidos no estado. “Reunir diversos municípios com o objetivo de discutir e buscar soluções para uma destinação correta do lixo é algo inédito em Alagoas. Como parceira desse processo, a Codevasf aposta na iniciativa e financiará esse, que será o primeiro aterro sanitário gerido pelo conjunto de prefeituras. O saldo deverá ser extremamente positivo para a população e para o meio ambiente, que terá protegido os lençóis freáticos e o solo da região”, comemorou.

Já o presidente do Cigres, Carlos André Paes Barreto dos Anjos, prefeito de Olho D`Água das Flores, mostra-se satisfeito com mais um passo para a gestão adequado dos resíduos sólidos da região. “Com a construção do aterro, a principal beneficiada será a saúde da população do sertão alagoano e da bacia leiteira. Inclusive, já estamos com estudos junto ao Ministério do Meio Ambiente para implantação da coleta seletiva, que deverá aumenta a durabilidade das células do aterro sanitário”, explicou.

A implantação do aterro sanitário na região do sertão e bacia leiteira, área do vale do São Francisco alagoano, integra as ações do Programa de Revitalização da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco, que prevê a eliminação de passivos ambientais representados pelo risco de contaminação das águas subterrâneas que alimentam os afluentes do “Velho Chico” em Alagoas.

  • Editado por Assessoria da Codevasf
  • Fonte: Jornal Correio do Povo de Alagoas

Ele não descarta possibilidade de chuvas e trovoadas em janeiro

por Wellington Santos

O meteorologista Emanuel Teixeira, da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh), afirmou nesta quarta-feira, que devido à onda de forte calor que assola o Estado, existe sempre a possibilidade de ocorrências de fortes chuvas, acompanhadas de trovoadas e raios durante o mês de janeiro, época tradicional de incidência desses tipos de fenômenos naturais em Alagoas e no Nordeste.

“Até o momento, não há nenhuma previsão de chuva forte acompanhada dos outros fenômenos, mas há sempre a possibilidade neste mês de esses fenômenos ocorrerem, principalmente nas regiões do Agreste, Zona da Mata, Sertão e Baixo São Francisco”, diz o meteorologista.

Ele acrescenta que caso ocorra alguma tempestade, a população deve ficar atenta e evitar lugares abertos e metais pontiagudos, como enxadas, além de não ficar sob árvores e procurar ambientes cobertos para não ser vítima de descargas elétricas.

Desde o ano passado, o governo de Alagoas, por meio da Defesa Civil, deu início à capacitação de diversas coordenadorias municipais sobre como agir em situação de emergência provocada por eventuais chuvas que venham a cair na capital ou no interior.

Os gestores foram instruídos sobre como formar núcleos da Defesa Civil; realização de vistorias; mapeamento das áreas de risco; preparação das comunidades para situação de emergência e como preencher a documentação legal para ser encaminhada à Brasília, caso o município precise ser reconhecido em situação de emergência.

Fonte: Agência Alagoas

Na quinta-feira (09/12) na 71ª sessão ordinária da Câmara de Vereadores de Ouro Branco aconteceu a eleição para a escolha da nova mesa diretora para o biênio 2011/2012 da referida casa legislativa. Foram apresentadas três chapas para concorrerem a mesa diretora, das quais duas foram impugnadas, as Chapas 1 e 2, a pedido dos vereadores que compõem a Chapa 3, com alegação de que as Chapas 1 e 2 estariam irregulares por apresentarem os nomes dos vereadores Alberto Carvalho Amorim e José Severino Silva como primeiro e segundo secretários nas chapas 1 e 2, contrariando assim o que consta no Edital da Eleição.

No ato da votação apenas quatro vereadores, incluíndo o presidente votaram por unanimidade na Chapa 3: Eraldo Cabral, José Alisandro,  Robério Morador e o presidente da Câmara Robério Tavares e os vereadores Alberto Carvalho, Beneval Gomes Torres, José Ivan dos Reis, José de Severino Silva e Mauro Francisco se retiraram do plenário, por não concordar com a chapa nº. 3 ora em votação.

Terminada a eleição, o presidente Robério Tavares convidou um representante da PM, um ou mais representantes do Poder Judiciário, o vereador da cidade de Maravilha – AL, José de Glorinha, e um representante da sociedade civil, o professor Bebeto para acompanharem a contagem dos votos. Após a contagem, quatro votos para a Chapa 3, visto o resultado, Robério Tavares declarou inelegível a votação das Chapas 1 e 2, e determinou como vencedora a Chapa 3, tendo como Presidente eleito desta chapa, o vereador Eraldo Cabral; após alguns agradecimentos, o presidente Bero declarou por encerrada a sessão.

VEJA O VÍDEO COM ALGUNS MOMENTOS DA SESSÃO:

http://www.youtube.com/v/51Isb_w4mlk

 

CHAPA 1

  • Presidente: Beneval Gomes Torres
  • Vice-Presidente: José Ivan dos Reis
  • Primeiro Secretário: Alberto Carvalho Amorim
  • Segundo Secretário: José Severino Silva

CHAPA 2

  • Presidente: José Alissandro Soares de Amorim
  • Vice-Presidente: Beneval Gomes Torres
  • Primeiro Secretário: Alberto Carvalho Amorim
  • Segundo Secretário: José Severino Silva

CHAPA 3

  • Presidente: Eraldo Cabral Teixeira
  • Vice-Presidente: José Robério da Silva
  • Primeiro Secretário: José Alissandro Soares de Amorim
  • Segundo Secretário: Robério Tavares do Nascimento

Fonte: ouroblog.com

Marinha do Brasil faz localização exata dos artefatos e a demarcação deles na Praia de Antunes; trabalhos continuam hoje

|SEVERINO CARVALHO – Repórter
Maragogi – Militares da Marinha do Brasil iniciaram ontem em Maragogi a operação para retirada e detonação de seis minas navais de flutuação detectadas no solo do município. Eles chegaram à cidade no fim da manhã e à tarde procederam a localização exata dos artefatos e a demarcação deles na Praia de Antunes. Os trabalhos serão retomados hoje, a partir das 8 horas. O dia é dedicado à escavação. O primeiro petardo deve ser detonado amanhã ou até sexta-feira.
A força-tarefa só deve atuar no Centro da cidade, onde existem outros quatro artefatos, a partir do dia 13 de outubro, portanto, depois do feriadão dedicado ao Dia da Padroeira do Brasil, Nossa Senhora Aparecida, quando a cidade estará lotada de turistas. De acordo com o capitão dos Portos de Alagoas, André Pereira Meire, a decisão de começar a operação a partir da Praia de Antunes, afastada do Centro, foi justamente para evitar transtornos aos moradores e visitantes. “É um local que permite trabalhar com mais calma, tem pouca presença de pessoas”, observou Meire.
Fonte: gazetadealagoas
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: