por Sidney Tenório

Agentes da Polícia Federal estão, desde às 5 horas desta quarta-feira (30), em 13 cidades alagoanas, onde realizam uma operação para o cumprimento de mandados judiciais. Comandada pelo delegado André Costa, a ação chamada de Operação Mascotch ocorre em Maceió, Arapiraca, Limoeiro de Anadia, Lagoa da Canoa, Girau do Ponciano, Poço das Trincheiras, Senador Rui Palmeira, Belo Monte, Estrela de Alagoas, Jacaré dos Homens, Quebrangulo, Feira Grande e Traipu.

Nove acusados do crime de desvio de recursos federais passaram pelo Instituto Médico Legal (IML) para exame de corpo de delito e foram encaminhados à sede da PF. A ex-prefeita de Estrela de Alagoas, Ângela Garrote, chegou acompanhada de seu advogado, Henrique Pomini. Estão também no instituto, o secretário de Administração de Limoeiro de Anadia, José Soares dos Santos e a ex-primeira  dama, Heloisa Maria Luiz Ferro; e Juliany Tavares de Freitas, de Maceió.

O nome faz referência ao desvio de recursos federais destinados à aquisição de merenda escolar para apropriação e pagamento de compras pessoais (dentre as quais incluem-se a aquisição de uísque 12 anos, ração para cachorro e caixas de vinho). A operação cumpre 16 mandados de prisão e 28 de busca e apreensão.

Dentre os Mandados em cumprimento, há buscas sendo feitas nas prefeituras de Girau do Ponciano, Poço das Trincheiras, Senador Rui Palmeira, Belo Monte e Estrela de Alagoas.

Com a obtenção de novas provas com base em processos licitatórios, controles de estoque de alimentos, notas fiscais, notas promissórias, bem como confissões, delações e testemunhos, a Polícia Federal fez nova representação pelas prisões e buscas. O “esquema” de apropriação de recursos destinados pelo Governo Federal ao custeio da merenda escolar e se revelou, segundo a PF, maior do que inicialmente projetado.

Todos os presos na operação de hoje serão interrogados nos próximos dias na sede da Superintendência Regional da Polícia Federal em Maceió.

As funções ocupadas pelas pessoas com mandado de prisão expedido são: A primeira dama de Belo Monte e ex-secretário municipal de finanças; a secretária de Educação de Craíbas; a ex-prefeita e secretária de Educação de Estrela de Alagoas; a secretária de Educação, primeira dama, secretária de Assistência Social e ex-Secretária de Finanças de Lagoa da Canoa; a primeira dama e secretário de Administração de Limoeiro de Anadia; a vice-Prefeita, primeira dama e secretária de Assistência Social, o secretário de Indústria e Comércio e ex-Secretário de Administração Traipu.

O delegado federal Joacy Avelino explicou que a ação é uma continuidade da Operação Caetés, realizada em outubro do ano passado, quando sete pessoas foram presas nas cidades de Traipu, Craíbas, Limoeiro de Anadia e Lagoa da Canoa, acusadas de desviar cerca de R$ 8 milhões da verba da merenda.

Na época, o superintendente Amaro Vieira já havia anunciado que as investigações iriam continuar e novas prisões seriam feitas.

Os detalhes da operação desta manhã serão divulgados em entrevista coletiva na sede da PF, no bairro de Jaraguá. Quando serão divulgados o número de pessoas e material apreendidos. Segundo a assesoria de comunicação da instituição, algumas pessoas já foram presas.

Fonte: tudonahora

Anúncios