por Emanuelle Oliveira com Gilca Cinara

Cabo Gonçalves:Francisco Tenório e ex-coronel Cavalcante são  acareados

Na tarde desta quinta-feira (07 ) o ex-coronel Manoel Cavalcante e o ex-deputado federal Francisco Tenório estão sendo ouvidos pelo juiz da 7° Vara criminal, Maurício Breda, no Fórum Jairo Maia Fernandes, localizado no Barro Duro, sobre a morte do cabo Gonçalves, ocorrida em 1996.

O objetivo das oitivas seria fazer uma acareação, já que em depoimento anterior Cavalcante acusou o ex-parlamentar de ser um dos autores intelectuais da morte do cabo Gonçalves. Testemunhas de defesa e acusação também estão sendo ouvidas no Fórum. Policiais do Tigre estão no local.

É a primeira vez que o ex-deputado é ouvido após ser preso, no último dia 02 de fevereiro, em Brasília. O promotor do caso, Hamilton Carneiros também acompanha os depoimentos, que acontecem a portas fechadas. Parentes de Tenório estão no Fórum.

Cavalcante

O ex-coronel é considerado o maior arquivo vivo do Estado e era um dos principais responsáveis pela chamada gangue fardada, acusada de vários crimes, desde roubo de cargas a assassinatos nas décadas de 80 e 90.

Cavalcante ficou 14 anos preso fora de Maceió e passou por pelo menos dois episódios, onde quase morreu dentro da penitenciária. O coronel acusou os deputados estaduais Antônio Albuquerque e João Beltrão (que teve a prisão decretada pela justiça) e também o ex-deputado federal Francisco Tenório da autoria intelectual do assassinato do cabo Gonçalves.

Fonte: cadaminuto

Anúncios