O Globo

Amanda Gurgel de Freitas, a professora de 26 anos que chamou a atenção do país para os problemas da educação no Brasil, diz que hoje o professor sofre de crise de identidade e também está doente.

Militante do PSTU em Natal, Rio Grande do Norte, ela recebe salário básico de R$ 930 como professora da rede municipal e de R$ 1.217 no estado.

Tem especialização em educação para adultos, mas não está em sala de aula. Amanda pediu troca de função depois de uma depressão e agora trabalha na biblioteca do Colégio Estadual Miriam Coeli e no setor de informática numa escola municipal de Natal.

No estado, os professores estão em greve por melhores salários.

Palavras da redação (Prof. Liberato)

Cara Colega Amanda Gurgel, aqui em Alagoas não é diferente e principalmente aqui em nossa cidade de Ouro Branco. O que vc diz nesse vídeo é um retrato de nossa história, a educação precisa melhorar muito.

Fonte: blog do Noblat

Anúncios