Arapiraca: Presos fogem do presídio e invadem Ufal. Cerca de mil pessoas faziam concurso.

Por volta das 15h deste domingo, cerca de dez presos fugiram do muro do Presídio Desembargador Luiz de Oliveira Souza, em Arapiraca, e entraram na Universidade Federal de Alagoas (Ufal), onde quase mil pessoas faziam provas do Concurso do Ifal.

A polícia foi informada e várias viaturas, sendo duas do Pelopes, se encaminharam à Ufal, onde chegaram a trocar tiros com o reeducandos. De acordo com as primeiras informações, alguns presos conseguiram fugir, outros foram capturados pela polícia.

Nenhuma pessoa que estava fazendo a prova foi ferida. Após o susto, a prova foi cancelada no local e os concurseiros tiveram que deixar o prédio da Ufal. Neste momento, as viaturas estão à procura dos fugitivos nas proximidades da Universidade.

“Estavamos fazendo a prova, quando começou o barulho de tiros e bombas. A polícia chegou nas salas e pediu para que ninguém saisse e todo mundo deitasse no chão. As portas foram fechadas e muita gente ficou gritando. Depois não tinha mais condições de fazer a prova”, disse uma jovem que estava fazendo o concurso.

Internauta, que realizava a prova, filmou as pessoas sentadas e deitadas no chão e um policial informando que o concurso não poderia ser mais realizado, além de explicar o que tinha acontecido. Veja abaixo:

Visita

A fuga acontece um dia antes da visita do Corregedor-Geral da Justiça, Desembargador James Magalhães, junto com sua equipe técnica, ao Presídio Desembargador Luiz de Oliveira Souza. A inspeção tem como objetivo avaliar as instalações e condições de segurança, inclusive no setor onde ficam os reeducandos que cumprem pena no Regime Semi-aberto.

A visita é motivada pelas constantes fugas no Presídio e atende o pedido da Superintendência Geral de Administração Penitenciária (Sgap), seguindo o cronograma de inspeções feitas pela Corregedoria no Sistema Penitenciário Alagoano, além de acatar determinação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). 

Baldomero

A fuga no presídio de Arapiraca acontece um dia após uma outra fuga, essa no Baldomero Cavalcante, em Maceió. Dois reeducandos conseguiram fugir e outros dois presos também tentaram, mas foram capturados pelos agentes que guarneciam a muralha. Os presos conseguiram abrir a cela, pularam o telhado do módulo e escalaram a muralha usando uma corda artesanal chamada “teresa”.

Paralisação

Neste domingo, os agentes penitenciários de Alagoas estão realizando paralisação de advertência de 24 horas. A categoria protesta pela mudança na escala de trabalho dos funcionários do Sistema Prisional. A modificação altera o esquema de 24 horas trabalhadas por 96 de folga, para um dia de trabalho para três livres.

As visitas foram suspensas neste domingo e a categoria aguarda para os próximos dias uma reunião com o superintendente geral de Administração Penitenciária, Coronel Carlos Luna. Caso não haja um acordo entre as partes, Santos afirmou que a categoria poderá entrar em greve por tempo indeterminado.

Fonte: cadaminuto

Anúncios