Na ocasião, pedetista alfinetou atual Governo ao referir-se aos altos índices de criminalidade e analfabetismo em Alagoas

por Jobison Barros 

Ronaldo Lessa agradece o apoio de seus colaboradores e membros de outros partidos

Ronaldo Lessa foi reeleito presidente estadual do Partido Democrático Trabalhista (PDT), durante convenção realizada neste domingo (20), no Clube Social do Conselho Regional de Engenharia, situado no bairro do Farol. A eleição contou, apenas, com a participação de uma chapa, reunindo membros e delegados do partido. A bancada política é composta por 30 titulares e 10 suplentes.

Lessa agradeceu a todos os presentes, inclusive a membros de outros partidos, pela justiça, o respeito e a coragem, ao passo que fez uma análise do sistema organizacional partidário atualmente. “O PDT não tinha, no passado, essa prática de organização em Alagoas, mas, aos poucos, ele foi se reestruturando e, agora, contamos com um perfil diferente. Posso afirmar que a derrota eleitoral aconteceu, mas, ao mesmo tempo, obtivemos uma conquista política”, destacou o presidente, ao referir-se ao crescente apoio concedido pelos municípios alagoanos ao PDT, desde a última eleição para governador, ocorrida em outubro do ano passado.

 
O número de cidades que aderiu ao partido aumentou 100%, conforme acentuou o vice-presidente Carlos Alberto de Moraes Freitas, em entrevista à reportagem da Gazetaweb. Segundo ele, a responsabilidade só tende a aumentar, principalmente daqueles que “se envolvem um pouco mais com as questões partidárias”. “Mais do que nunca, precisamos de um trabalho intensivo da Executiva municipal, e claro, contando com a ajuda do Estado, já que são 86 cidades inseridas”, explicou Alberto.

O presidente da Câmara de Vereadores de Maceió, vereador Galba Novaes, frisou o envolvimento de Ronaldo Lessa no PDT, definindo-o como um “expoente” partidário. “Cada vez este partido revela seu potencial, já trazendo, na Câmara, dois representantes, e na Assembleia, três deputados”.

Na ocasião, Lessa ainda comentou acerca do último Censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que aponta Alagoas como o Estado campeão em analfabetismo. “Percebe-se que, hoje, tem menos vagas nas escolas do que quando eu estava no Governo. Como é que pode uma situação como esta? Infelizmente, a atual gestão vem para confirmar os altos índices de criminalidade e analfabetismo”, alfinetou.

Fizeram-se presentes à convenção estadual o vereador Silvio Camelo (PV); ex-secretária de Articulação Política, Fátima Borges (PDT), suplente de senador, Ada Mello (PTB); vereador Galba Novaes (PRB); prefeito de Rio Largo, Toninho Lins (PSB); prefeito de São Miguel dos Campos, George Clemente (PSB); Eduardo Bonfim, do PC do B; delegado regional do Trabalho, Héth César (PDT); senador por Alagoas, Renan Calheiros (PMDB); e o deputado Sérgio Toledo (PDT).

Fonte: Gazetaweb.com