Abrindo o período da Quaresma, tempo litúrgico de preparação para a Páscoa, a Matriz de santo Antonio de Pádua realizou, nesta quarta-feira (22), a Missa de Cinzas. A celebração abriu a Campanha da Fraternidade 2012 e pregou a caridade, a solidariedade, a oração e o jejum dos fiéis. Este ano, ela trouxe como tema ‘Fraternidade e Saúde Pública’.

Na Matriz de Santo Antonio de Pádua, houve a celebração da Santa Missa às 10:00h, e às 19:30h, deste dia 22/02, o Pe. Janildo Vaz de Medeiros falou sobre o início da Quaresma e ressaltou os sentimentos que devem tomar conta da comunidade católica nos próximos 40 dias. Ele pediu aos cristãos para jejuar e combater o consumismo ‘desenfreado’ que toma conta do mundo. Ressaltou a importância do jejum que nos faz estabelecer uma relação de justo equilíbrio com nós mesmos.

Ainda em sua homilia disse que a Campanha da Fraternidade deste ano nos ensina que a abstinência de alguns alimentos pode favorecer nossa saúde. A renúncia ao consumismo desenfreado diminui a agressão à natureza e ao meio ambiente. Às vezes faz bem dizer não aos nossos filhos e a nós mesmos. Há uma relação inversa entre o consumismo exagerado e a saúde da natureza. O jejum torna-nos solidários com quem é obrigado a jejuar por força das circunstâncias.

Após sua pregação, durante a benção e distribuição das cinzas, o religioso fez o sinal da cruz nos cristãos com as cinzas que representam o corpo de Cristo. Para o Catolicismo, as cinzas recebidas nesta quarta-feira são um símbolo para a reflexão sobre o dever da conversão, da mudança de vida, recordando a passageira, transitória, efêmera fragilidade da vida humana, sujeita à morte.  “O espírito do Senhor quer a nossa conversão. Ele deseja que ela se faça de forma solidária às dores e as enfermidades do povo”, disse o padre Janildo.

Sobre a Quaresma

A Quaresma abre o período de 40 dias em que a Igreja não canta músicas de glória e os tecidos usados nas missas têm coloração roxa, que significa luto pela morte de Cristo e penitência. Esse tempo se sustenta na oração, no jejum e na caridade.

Sobre a Campanha da Fraternidade, cujo tema é ‘Fraternidade e Saúde Pública’, seu objetivo este ano é promover uma discussão sobre a realidade da saúde no Brasil e das políticas públicas implementadas pelas mais diversas esferas de poder. E esta não é a primeira vez que a saúde é tema da Campanha. Em 1981, ela foi também abordada pela Igreja, voltando à pauta agora em 2012, 31 anos depois.