por Josenildo Törres

O procurador de Justiça Francisco José Sarmento de Azevedo, 68 anos, que exercia o cargo de corregedor-geral do Ministério Público de Alagoas (MP/AL), morreu na tarde deste sábado, no Hospital do Açúcar. De acordo com a assessoria da Associação do Ministério Público de Alagoas (Ampal), a morte foi ocasionada por um infarto. Ele chegou a ser socorrido, mas não resistiu.

Ainda de acordo com a Ampal, o corpo de Francisco José Sarmento de Azevedo foi velado na sede da Procuradoria Geral de Justiça. O sepultamento aconteceu neste domingo, no Campo Santo Parque das Flores, no bairro Tabuleiro do Martins, em Maceió.

Francisco José Sarmento de Azevedo exerceu também o cargo de presidente da Ampal e teve participação política nas discussões a respeito dos rumos da classe em Alagoas. Por se destacar na instituição, foi eleito vice-presidente da Confederação Nacional das Associações do Ministério Público (Conamp), exercendo, em algumas oportunidades, a presidência do órgão.

Biografia

O corregedor-geral do MP nasceu em União dos Palmares e se formou pela Faculdade de Direito da Universidade Gama Filho, no Rio de Janeiro. Atuou como promotor de Justiça em Batalha e, por merecimento, foi promovido para a Comarca de São José da Laje.

Posteriormente, foi promovido para a promotoria de Maceió, onde atuou na Curadoria de Menores. Também foi chefe de gabinete do procurador-geral de Justiça, Carlos Guido Ferrário Lobo. Além de ter exercido o cargo de secretário do Conselho Superior do MP/AL e do Colégio de Procuradores na gestão Carlos Guido. Chegou ao Colégio de Procuradores em 1995, promovido por merecimento.

Fonte: tudonahora

Anúncios