Category: Eleições 2010


Fonte: cadaminuto

Anúncios

 Alagoas está azul. O governador Teotônio Vilela Filho (PSDB) acaba de ser reeleito governador do Estado de Alagoas. Apesar do TSE ter apurado apenas 98% das urnas em Alagoas, os números apontam que Teotônio já está matematicamente eleito.

Enfrentando uma campanha com muitas trocas de acusações pessoais, Teotônio conseguiu ampliar a margem de votos conquistados no primeiro turno, que foi 534.962. No primeiro turno, o tucano disputou o pleito com outros cinco candidatos : Ronaldo Lessa, Fernando Collor, Mario Agra, Jefersson Piones e Tony Clóvis.

Após o resultado do primeiro turno, Ronaldo Lessa confirmou aliança com o Fernando Collor, na intenção de unir forças e votos para derrotar Teotônio. Em contrapartida, o candidato tucano se aliou ao prefeito de Maceió, Cícero Almeida, outra grande força da política alagoana.

O desenvolvimento e a geração de emprego foram alguns dos temas mais explorados por Teotônio durante a campanha. Atração de mais de 40 indústrias, 20 hotéis, construção de 36 mil moradias e promessa de mais 40 mil, duplicação de rodovias, chegada do estaleiro Eisa, triplicação da UE do Agreste, estruturação da Segurança Pública, Educação e Saúde foram alguns dos temas focados por Vilela.

Para este mandato, Teotônio prometeu trazer mais indústrias, criar escolas profissionalizantes, abrir novas rodovias, valorizar ainda mais o funcionário público, realizar concursos, além de investir em Saúde, Educação e outros setores.

Fonte: alagoasemtemporeal

Bronzeado e mais magro, candidato à reeleição aperta o passo para cumprir agenda na reta final de campanha
|DAVI SOARES – Repórter
Pele bronzeada e oito quilos mais magro, o governador e candidato à reeleição, Teotonio Vilela Filho (PSDB), finaliza nesta semana a maratona da busca pela preferência do eleitorado, que já ultrapassou a marca de 200 eventos, sendo mais de 60 caminhadas e 60 carreatas – contando apenas o que foi registrado pelas equipes de sua campanha e divulgados no site oficial da “Frente pelo Bem de Alagoas”. No primeiro turno, todos os 102 municípios alagoanos foram visitados, e a campanha tenta repetir a marca esta semana.
No último dia 16, um sábado, a Gazeta teve de apertar o passo para acompanhar um dia na campanha de Teotonio Vilela. E traz um recorte detalhado sobre a postura de Vilela diante do eleitorado da capital e do interior de Alagoas. Entre a caminhada pela manhã, na feira livre de Palmeira dos Índios, e os eventos evangélicos e de motociclistas na noite da capital, o figurino e a postura do governador são adaptados a cada público, mas permanecem inalterados os sorrisos, a palavra atenciosa, os abraços, beijos e gracinhas do candidato à reeleição com quem encontra.

Discurso afiado e promessas
|CARLA SERQUEIRA – Repórter
O futebol domingueiro no campo de chão batido de Colônia Leopoldina divertia como de costume a garotada. Já passava das duas da tarde e a bola “dente de leite” rolava na quentura do domingo 17 de outubro, dia de céu azul, mas ameaçado por nuvens pesadas que abafavam ainda mais o clima no pequeno município da Zona da Mata. Na entrada da cidade, o alto-falante em cima da Kombi anunciava: “Está confirmadíssimo, é hoje, o governador Ronaldo Lessa visita Colônia. Concentração na frente da casa da vereadora Diva do Banco. Participe”.
Uma senhora morena, de cabelos grisalhos presos, a Diva do Banco, recebia os simpatizantes de Ronaldo Lessa na porta de sua casa para uma carreata. Um mini-trio estacionou perto. Começou a juntar gente com bandeira, indicando a proximidade da chegada do candidato. No campo, os peladeiros seguiam jogando, desavisados de que logo, logo um helicóptero pararia a brincadeira. Mas Lessa demorou a chegar. Atrasou uma hora. Um carro com seguranças parou para esperar a aeronave que despontou fazendo barulho e cobrindo tudo com poeira. A criançada adorou. Lessa foi cercado pela meninada, que ganhou beijos e abraços do candidato, até ele alcançar o carro que o levaria para a concentração na casa da Diva do Banco.

Fonte: Gazeta de Alagoas
Dilma Rousseff em carreata no Paraná A candidata à presidência, Dilma Roussef (PT), em visita à Curitiba, nesta quinta-feira, foi vaiada e quase atingida por um balão de água – arremessado do alto de um edifício – enquanto andava em carro aberto na rua 15 de Novembro.

O balão estourou no capô do veículo e assustou a candidata, que estava acenando para os populares. Após o susto, ela realizou um rápido discurso onde cometeu um equívoco, chamando o Paraná de Pará, sendo vaiada pela população.

O incidente ocorreu um dia depois do também candidato à república, José Serra (PSDB), ser agredido por petistas no Rio de Janeiro.

Dilma recebeu um manifesto de apoio de professores da Universidade Federal do Paraná e prometeu, se eleita, ampliar os investimentos na rede pública de ensino superior.

No início da tarde, ela participou de carreata em Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, e embarcou para o Rio Grande do Sul sem dar entrevista. A candidata ainda faz campanha nesta quinta-feira em Porto Alegre e Caxias do Sul.

Fonte: tudonahora

Presidente se engajará nas campanhas dos candidatos ao governo que disputam o segundo turno

| ANDREA JUBÉ VIANNA – LEONARDO GOY / Agência Estado
Brasília, DF – No encontro com governadores e senadores eleitos ocorrido na manhã de ontem no Palácio da Alvorada, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez um apelo para que trabalhem para eleger a candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, no segundo turno.
Lula pediu aos aliados que se empenhem pela vitória em seus Estados, pedindo à militância que se mantenha mobilizada e peça votos para Dilma.
Lula afirmou aos participantes do encontro que participará ativamente da campanha e que comparecerá ao maior número de comícios possível. Ele também prometeu se engajar nas campanhas dos candidatos aos governos estaduais que disputam o segundo turno, principalmente em Goiás e Alagoas, onde os adversários são do PSDB, partido de José Serra.
Fonte: gazetadealagoas

Os dois estarão juntos às onze da manhã, na sede do PTB, na avenida da Paz, em Maceió: o ex-governador Ronaldo Lessa (PDT) e o senador Fernando Collor (PTB). Estão unidos nas eleições de 2010. Convidados ao encontro: os deputados Marcelo Victor, Maurício Tavares, João Beltrão, Joaquim Beltrão e prefeitos coloridos.  Estes levados por Collor.

 A deputada federal Célia Rocha não vai aparecer. Garantiu a Collor que estará neutra na eleição. Na terça-feira, anunciou apoio ao governador Teotonio Vilela Filho (PSDB); o deputado João Lyra fica com Lessa e vai estar na reunião-coletiva.

 Collor terá duas secretarias ou uma secretaria e um órgão da administração indireta. Isso se Lessa ganhar a votação. E em troca? Lessa garante apoio a Collor em 2014, quando o senador disputa a reeleição. Daqui a quatro anos, Vilela será candidato ao Senado e tentará- prevê Collor- derrubá-lo do páreo.

 A campanha de Collor à reeleição começa na próxima segunda-feira, discretamente. Lessa desistirá, pela segunda vez, em 2014, do Senado para apoiar Collor. E vai à reeleição ao Governo. Em 2018, será a vez de Collor dar a mão: com duas vagas abertas (no futuro, Benedito de Lira e Renan Calheiros), apoiará Lessa para uma das vagas.

E a outra? Deverá ser escolhido Renan Calheiros. Ou não. Vilela “ganha” R$ 50 milhões de Lula O governador diz que não houve reunião política coisa nenhuma em Brasília, como disse este blog, com o presidente Lula. No encontro com o presidente da República, conversaram sobre mais dinheiro para as obras de reconstrução das cidades.

Lula soltou R$ 50 milhões para a duplicação da AL 101 Norte, que vai de Maceió a Maragogi. O dinheiro chega até o final desta semana. A PE 060, após a AL 101 Norte, também será duplicada. Foi o que Lula disse. Lula disse a Vilela, segundo o secretário de Desenvolvimento Econômico, Luiz Otávio Gomes, que o Governo “é compromissado com a responsabilidade”.

Fonte: Alagoas 24 horas

%d blogueiros gostam disto: